Musas do Carnaval contam como cuidam dos pés para aguentar a pesada rotina da folia


Samba no pé e muitos banhos de água quente, massagens e esfoliações...
É disso que elas precisam.
Para aguentar a pesada rotina do pré-carnaval, que inclui desfiles, apresentações e eventos, estrelas da festa como a Globeleza Aline Prado, a rainha de bateria da Mangueira Renata Santos, a musa da Viradouro e da Mocidade Ana Paula Evangelista e a semifinalista à musa do "Caldeirão do Huck" pela Vila Isabel Tuane Rocha investem em tratamentos para os seus sofridos pezinhos.

Os cuidados vão do tradicional aliado escalda-pés à moderna reflexologia, que massageia pontos estratégicos para relaxar todo o corpo.

— Este é o momento de apelar para tudo. Salto não é uma coisa confortável, sambando então... Dói o calcanhar, o dedo, o peito do pé, dói tudo — reclama Aline, que quando aparece com o corpo todo pintado, na vinheta da Globo, sorri e não deixa que ninguém perceba o trabalho que lhe deu gravar aqueles segundinhos no ar. Mas para a Jornalista Jeniffer Silva, ela conta:

— Demorei 22 horas, contando com a maquiagem (toda feita com ela em pé). Mas este ano foi mais tranquilo, já levei 28 horas num ano anterior.



Vinte e duas horas em pé, sambando, num único dia, não é brincadeira. Deu para entender agora o sacrifício que é esta época para os pezinhos da moça.

— Tenho feito reflexologia uma vez por semana, há dois meses. É um alívio grande, estou adorando. Relaxa o corpo inteiro e não deixa que os pés inchem tanto — explica Aline.

Massoterapeuta de Aline e também de Tuane, candidata a Musa do Carnaval 2011 do "Caldeirão do Huck", Késia Regina, da Clínica Dra. Patrícia Barros, na Barra, diz aumentar sua clientela em 50% nesta época.

— Nos pés, estão pontos que refletem órgãos do corpo inteiro. A reflexologia trabalha massageando esses pontos para tratar e relaxar as áreas afetadas — explica Késia, que cobra R$ 30 por sessão.



Mesmo em tratamento regular, quando o ritmo está pesado e a dor aumenta, Tuane faz, em casa mesmo, um escalda-pés para diminuir o sofrimento.

— É fácil, todo mundo pode fazer. Basta esquentar a água e colocar em uma bacia com sal — conta a mulata.

Outra adepta de truques caseiros é a rainha de bateria da Mangueira, Renata Santos, que quando faz massagem para o corpo, três vezes por semana, dedica um tempo só para os pés.

— O corpo cansa, mas quem sustenta tudo são os pés. É sempre bom colocá-los para cima. Massageio os pontos mais doloridos com creme sempre que chego dos ensaios e ponho na água quente — diz Renata.

Na opinião da farmacêutica diretora responsável pela Dermatus, Dra. Eliane Brenner, o ritual deve ser feito, pelo menos, uma vez por semana:

— Quem vai desfilar no carnaval ou fica muito tempo em pé pode usar uma loção ativadora para a circulação, em movimentos de baixo para cima, para melhorar o retorno venoso. O uso de sandálias abertas também prejudica a situação estética dos pés, pois aumenta o contato com a poluição e as rachaduras. Aí é legal adotar um bom esfoliante na rotina de cuidados diários.

Ana Paula Evangelista, musa da Viradouro e da Mocidade, dá outra dica:

— Esfoliamento com sais minerais e erva doce é relaxante.

Jornalista:Jeniffer Silva
Fotos: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário